POTENCIAL DE UTILIZAÇÃO DO RESÍDUO DE MÁRMORE E GRANITO COM FIBRAS DE SISAL EM COMPÓSITOS DE MATRIZ POLIMÉRICA

Autores

  • Ingrid Moreira Reis Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus Ananindeua
  • Willam Rayplam Pereira Coelho Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus Ananindeua
  • Gabrilly Monteiro Melo Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus Ananindeua
  • Karla Suellen Lino Barbosa Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus Belém
  • Iara Ferreira Santos Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus Belém
  • José Antônio da Silva Souza Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus Belém
  • Deibson Silva da Costa Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus Ananindeua

Palavras-chave:

Desenvolvimento sustentável; Resíduo de mármore e granito; Fibras vegetais.

Resumo

A quantidade de resíduo gerado em razão das etapas de beneficiamento de rochas ornamentais no setor industrial, é intensa. Logo, pesquisadores estudam formas de reciclar estes resíduos minerais incorporando-os como carga em compósitos. Portanto, foram confeccionados compósitos poliméricos com resíduo de mármore e granito nas proporções mássicas de 5 %, 10 %, 15 % e 20 % na granulometria de 100 Mesh com fibras de sisal no comprimento de 15 mm e na proporção mássica de 3 %, utilizando o método de fabricação hand lay up associado à prensagem em molde fechado. A matriz poliéster isoftálica foi utilizada em conjunto com o acelerador de cobalto (1,5 % v/v) e o catalisador (1 % v/v). Foi realizada análise mineralógica no resíduo com o intuito de identificar os principais componentes minerais, além de ensaios nos compósitos de caracterização física por meio da massa especifica aparente (ASTM D 792), absorção de água (ASTM D 570) e porosidade aparente (ASTM D 2734), bem como ensaios de flamabilidade horizontal (ASTM D 635) e de resistência à tração (ASTM D 3039). Os resultados das propriedades físicas mostraram um aumento em relação à matriz plena. Referente a resistência à chama, os compósitos apresentaram uma redução de aproximadamente 16 % em comparação a matriz plena e para o desempenho à tração, os resultados mostraram um aumento de aproximadamente 33 % na proporção de 5 % RMG / 3 % FS em referência a matriz plena. Dessa forma, a utilização desses materiais mostrou-se eficiente na incorporação com a matriz polimérica.

Downloads

Publicado

07-08-2021