INVESTIGAÇÃO DE APOIO À ESTRUTURAÇÃO DE ATIVIDADES DE RECICLAGEM NA ILHA GRANDE DOS MARINHEIROS

Autores

  • Cláudia Viviane Viegas Escola de Administração da UFRGS

Resumo

A Ilha Grande dos Marinheiros (IGM), localizada no arquipélago de 16 ilhas do Delta do Rio Jacuí, em Porto Alegre (RS), é cenário histórico de tentativas de construção e reconstrução da dignidade de moradores que, em sua maioria, se sustenta da coleta, separação e venda de resíduos sólidos. Nos anos 80 do século passado, os catadores da IGM tentaram obter um galpão próprio de triagem, uma vez que depositam os resíduos nos pátios de suas casas, gerando uma situação de risco à saúde e ao meio ambiente. Mesmo com avanços no início dos anos 90, a organização dos catadores permaneceu precária devido a mudanças de orientação de políticas públicas. Em 2008, o governo municipal decidiu eliminar gradativamente a circulação de veículos de tração animal e humana, determinando um cronograma de descomissionamento dessas atividades, ano a ano. Esta situação restringiu muito o trabalho dos catadores da IGM. Em 2014, outra lei determinou que as atividades de coleta e reciclagem de resíduos ficassem sob responsabilidade exclusiva da administração municipal. Os catadores consideram esta iniciativa uma espécie de criminalização de suas atividades. Além disto, a construção da Ponte Nova sobre o lago Guaíba, concluída em 2019, trouxe maior instabilidade aos moradores do local. Diante de tantas dificuldades, o presente trabalho investigou uma cooperativa de reciclagem de resíduos considerada bem administrada como forma de propor ideias para a organização dos catadores da IGM. Foram levantados indicadores econômicos e socioeconômicos para servir de apoio à tentativa de reorganizar esses trabalhadores.

 

Downloads

Publicado

19-12-2023